Pular para o conteúdo principal

Postagens

O Amor está me fazendo renascer

Te quero tanto, tanto! Não sei o que fazer diante ao desejo de tê-lo por completo; apenas me enlouqueço por saber que tenho que lidar com as limitações temporárias que me impedem de estar contigo o tempo todo e por inteiro. O amor é tanto que tenho medo. Medo de lhe sufocar com minhas loucuras e o excesso de emoções que parecem fluir de mim descontroladamente. Medo que minhas crises lhe machuque e sei que não estou em um momento tranquilo.

Estou mergulhada em dúvidas e nadando na angústia sem aparente causa ou sentido. Crises existenciais tem sido constantes. O medo tem paralisado meus movimentos e me impedido de enxergar que as dificuldades são passageiras. Elas são passageiras, é verdade, mas os olhos parecem ter viseiras que impedem de enxergar isso.

Todos os dias sou desafiada a olhar no espelho e encarar as consequências do que vim feito da minha vida até então. E o resultado não é agradável. Sinto que passei muito tempo andando em círculos, perdida em um labirinto de emoções e …
Postagens recentes

Eu e você = Nós

O Amor não se atrasa. Ele surge na hora certa. O Amor é compassivo e paciente. Ele caminha ao seu lado, acertando os passos com carinho em direção ao crescimento.  
O nosso amor é sinônimo de expansão! Cresço todos os dias quando estou ao seu lado. Cresço na presença deste Amor que me faz ser um humano melhor. E sei que crescemos mais quando estamos juntos do que separados! Sei que duas cabeças pensam melhor que uma. Sei que eu e você, formamos aquilo que chamamos de NÓS. 
O nosso amor é belo, verdadeiro e bom. Ele promove crescimento para todos os lados, sempre trazendo em relevância o que temos de melhor.  Esta força jorra do centro do meu SER e está a cada dia fortalecendo meus propósitos e fazendo acreditar em mim mesma. E mesmo que por um instante eu desacredite em mim; você está ao meu lado para me ensinar a ter fé e paciência: vai dar tudo certo!
Lembre-se: o que Deus uniu, o homem não separa.  Amo você! O amarei até que o último sopro seja dado por este corpo que voltará a se…

Mas eu me mordo de ciúmes!

Há quem diga que ciúme é demonstração de insegurança. Não deixa de ser. Ainda não fica claro para quem sente ciúmes como sua presença é indispensável na vida do outro. Ciúme acima da dose causa estragos terríveis no romance. 
Mas...
Há quem diga que ciúme é demonstração de importância. Um pouquinho de ciúme não faz mal. Ciúme na dose certa, apimenta a relação. Ciúme derrota a indiferença e mostra que a presença do outro é indispensável na vida dele. 
Eu? Me mordo de ciúmes. Não nego. Quero cuidar do que é meu. Me importo com quem amo. Pra quê esconder que sinto ciúmes? Não quero me sujeitar a um sadomasoquismo sentimental. Tenho que falar e eu seu não falar, começo a me sentir mal. Se eu abafar que estou sentindo ciúmes, a cara fecha por questão de segundos!

Eu sinto ciúme sim, mas prometo, não vou morder você! Se eu sinto ciúmes de você, é porque me importo, afinal, sua companhia se tornou indispensável e imprescindível na minha VIDA!

O mais importante de tudo é que o nosso amor nos…

Você não perde aquilo que não é seu...

Você nunca perde algo que não é seu. Seja um amor, um trabalho, uma profissão, uma amizade...
Tenho pensado nisso ultimamente...
Às vezes, estamos ao lado de pessoas que estarão conosco vivenciando um ciclo de aprendizados mútuos, mas quando cada um aprende a lição do ciclo, estas pessoas seguem outros caminhos. Separações são inevitáveis. As pessoas se afastam naturalmente, como se a energia que havia entre vocês, não fossem mais compatíveis.

Existem aquelas pessoas que continuam contigo, independente da fase que você está. Elas não se afastam, pelo contrário, se aproximam mais e mais. Formam laços de afeto e carinho sustentados pela confiança e respeito. E estes laços não são abalados por altos e baixos de cada ciclo. Estas pessoas, são o que chamamos de amigos verdadeiros. 

Durante o percurso existencial conheceremos muitas pessoas, mas pouquíssimas entrarão no recinto íntimo e ganharam a alcunha de melhor amigo. Tenho pensado tanto nisso. Só permanece ao teu lado quem veio para c…

ATO TRÊS: "O TATO"

Não sei por quantos segundos permanecemos olhando um para o outro. O contato com os olhos tinha um efeito poderoso. Era como se olhar nos olhos de Cristina, me permitisse enxergar que éramos humanos. O olhar humaniza. Só quem olha nos olhos do outro, sabe que somos semelhantes em nossas alegrias e tristezas; que carregamos a dor como também a cura; que ferimos uns aos outros porque desconhecemos outros modos mais suaves de se relacionar. Ao tocarmos o outro, sabemos que o toque deve ser feito como quem pega uma rosa para apreciar sua beleza. Você precisa aprender a segurar uma rosa com seus espinhos. Os espinhos alheios nos machucam, mas também não estamos isentos de tê-los. Os nossos espinhos podem ferir tanto o outro quanto à nós mesmos.
Quando me pego tendo esse tipo de pensamento, percebo que algo estranho está acontecendo. Qual foi a última vez que olhei nos olhos de outra pessoa e senti que através deste olhar eu me tornava mais humano? Não me lembro. Nunca tive um contato huma…

ATO DOIS: "A VISÃO"

Sou atormentado desde criança por pesadelos. Sim. Pesadelos assustadores que te fazem suar, chorar e acordar gritando. Ao longo da minha vida, tentei abafar meus medos e ocultar minhas angústias atrás de uma imagem de autossuficiência. Mas... mesmo vivendo aquilo que chamam de “vida adulta”, continuei atormentado por esta angústia que parecia não ter fim.
Todos os dias, quando levanto da cama, percebo que não há distinção entre a realidade e os meus pesadelos. Vivo como se estivesse preso neste maldito sonho do qual não consigo acordar. O mais estranho de tudo é não saber quando este pesadelo começou e trouxe consigo seu tormento a ponto de me levar a destruir tudo aquilo que eu conhecia. Simples decisões me direcionaram ao abismo do sofrimento. Simples decisões foram capazes de me levar a conhecer o fracasso, a dor e a solidão. Vi a dor se alimentar do meu sangue e ouvi o diabo rir das ruínas daquilo que chamava de “sonho”. Passei anos mergulhado na parte mais negativa de minha alma…

ATO UM: "O PALADAR"

Acendo o cigarro e o levo nos lábios. Dou uma tragada e solto a fumaça no ar. Acompanho o movimento da fumaça e sua dança irregular. Observo sua inconstância, compenetrado, esperando que um insight surja na escuridão e me ilumine com sua luz. Mas a escassez de iluminação interna não me permite por um instante ser agraciado pelos deuses. Tudo bem. Me conformo com minha escuridão. Me conformo também que deuses não existem. Eles não fazem esforços para que os humanos sucumbam às suas crenças. Por ventura, se os deuses realmente existirem, ouso a dizer que são seres sádicos. Adoram brincar com vidas alheias e impô-las ao sofrimento. Deuses se divertem às nossas custas, transformando a existência humana em uma experiência maquiavélica e dolorosa. Mas hoje, não quero pensar em Deus. Ele já teve tempo demais para intervir a seu favor e me mostrar sua força. Se não interveio, creio que este indivíduo não é tão útil assim para o Universo. 
Volto a observar a fumaça e as vejo desenharem o vazi…

O Achismo

No momento do desespero, você não pensa no que está fazendo. A angústia e o medo te impulsionam a determinadas ações que poderiam ocasionar uma tragédia. Encurralado na beira do precipício, acreditando não ter mais saídas, o indivíduo se entrega a descrença de que nada pode ser feito e há apenas um destino marcado por lágrimas e sofrimento. O desespero é tanto que ele começa a se ferir. Ele se machuca na vã tentativa de acabar com a dor de uma vida que ele não quer mais para si.  
O coração sangra; o corpo também. O soluço após o choro demora a cessar. As lágrimas já escorrem pela face que dispensa expressões genuínas de tristeza. A dor se esvai e o que sobra é o vazio. É como se você estivesse em um quarto escuro, gritando e não há ninguém para te escutar, ninguém é capaz de te enxergar. O grito é engolido a seco; o silêncio é o consolo para quem está cansado de palavras que machucam.  
Ele pensa em suicídio achando que a morte solucionará suas angústias e mal sabe que o autoextermí…